O gol escandaloso de Mbappe causou polêmica entre os jogadores

O carro está caído no campo

O Paris Saint-Germain, clube de futebol francês, conseguiu evitar a derrota na partida contra o Newcastle United, da Inglaterra, pela Liga dos Campeões, causando um escândalo no processo.

Foi aos 25 minutos da partida em Paris que Alexander Isak marcou o primeiro gol, e só aos 8 minutos dos descontos é que a equipe da casa conseguiu empatar através de um pênalti polêmico.

Nos momentos finais do jogo, o atacante do PSG, Usman Dembele, tentou um cruzamento para a grande área do Newcastle, mas foi bloqueado por Valentino Livramento. Os jogadores do PSG começaram a sinalizar que o jogador do Newcastle havia segurado a bola.

Após consultar os especialistas do VAR, o árbitro marcou pênalti. Kilian Mbappe converteu com sucesso o pênalti, mas os torcedores o classificaram como o “roubo do ano”, por acreditarem que era injusto.

O ex-meio-campista da seleção inglesa Jermaine Jenas apoiou o protesto e expressou sua insatisfação com a decisão do árbitro.

“O que o Livramento deveria fazer com as mãos? Colocá-las nas costas? Estou furioso. Os jogadores deram tudo de si e esta deveria ter sido uma daquelas vitórias históricas. O Newcastle nos roubou”, disse ele.

Mbappe admitiu a sua desilusão com o jogo, pois deveriam ter marcado mais do que um golo.

“É decepcionante. Na Liga dos Campeões não se pode ter tantas oportunidades e não marcar. Não se trata da estrutura ou da organização; trata-se de nós, os jogadores. Devíamos ter feito melhor.

Tive chances de marcar e deveria ter aproveitado, isso está claro. Todos que assistiram ao jogo perceberam que estávamos dominando. Ser o primeiro é o nosso objetivo. Vamos nos preparar para a vitória em Dortmund”, afirmou.

Avalie este artigo
Kylian Mbappe
Adicione um comentário